19.5 C
fpolis
segunda-feira, novembro 29, 2021
cinesytem

‘Crônicas das Cidades Partidas’ tem novo lançamento nesta sexta-feira em Florianópolis

spot_img

‘Crônicas das Cidades Partidas’ tem novo lançamento nesta sexta-feira em Florianópolis

spot_img

Nesta sexta-feira 13, a partir das 19h30, ocorre no Ponto d’Arte, Lagoa da Conceição, em Florianópolis, um novo lançamento de Crônicas das Cidades Partidas, da jornalista e professora Jeana Laura da Cunha Santos.

A obra conquistou o Prêmio de Crônicas Maura de Senna Pereira, promovido pela Editora da Universidade Federal de Santa Catarina (EdUFSC). No mesmo concurso, p livro de crônicas ‘’Saudades de Florianópolis’’, do jornalista Felipe Lenhart, editor do DeOlhoNaIlha, recebeu menção honrosa da comissão julgadora.

O lançamento reforça a exposição TranspareSeres que a artista plástica Marinela Goulart está realizando no Ponto d’Arte. Contará também com a apresentação da pianista Mari Leonel, que interpretará clássicos da Bossa Nova e Jazz.

A primeira sessão de autógrafos de Crônicas das Cidades Partidas ocorreu no dia 5 de junho na Livraria Catarinense do Beiramar Shopping, na Capital. O evento, apesar da noite chuvosa, foi bastante prestigiado. Um dos presentes, Luiz Gonzaga Motta, ex-secretário nacional da Cultura do Ministério da Cultura, já leu a obra e encaminhou mensagem gratificante à autora.

A obra reúne 36 textos escritos e inspirados em Santa Catarina, no Rio Grande do Sul, na Argentina e na Europa. “Algumas crônicas são mais confessionais, biográficas, outras já são mais fictícias, imitando um pouco a estrutura narrativa do conto”, assinala Jeana. Falam de viagens, memória, vida, morte, entre outros temas.
Jornalista, mestra e doutora em Literatura e pós-doutora em Antropologia Social pela UFSC, a autora seguiu o caminho da pesquisa sem largar o hábito de escrever.

Em 2002 venceu o Concurso de Crônicas A UFSC na minha vida. No mesmo ano lançou, pela EdUFSC, A estética da melancolia em Clarice Lispector e no ano passado publicou O Colecionador de Histórias Miúdas – Machado de Assis e o jornal, com selo da Editora
 

spot_img
spot_img