20.2 C
fpolis
quarta-feira, maio 18, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Sebrae lança a série “Santa Catarina em números”

spot_img

Sebrae lança a série “Santa Catarina em números”

spot_imgspot_img

Sobre Florianópolis a pesquisa apresenta 125 páginas

O Sebrae/SC lançou neste mês a série “Santa Catarina em números”. Caracterizada como um levantamento de bases secundárias de dados sobre as características de cada município do Estado de Santa Catarina, a publicação tem por objetivo suprir a sociedade com informações necessárias à elaboração de projetos que promovam o desenvolvimento socioeconômico do Estado.

As informações, que são destinadas a empreendedores e investidores que queiram conhecer os territórios de interesse, foram extraídas de fontes fidedignas de acesso público como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Ministério do Trabalho e Emprego (RAIS, CAGED), Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Ministério do Desenvolvimento, da Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ministério da Saúde e da Educação, Governo do Estado de SC, SANTUR – Santa Catarina Turismo S/A, Tribunal de Contas de SC, CELESC e Federação Catarinense dos Municípios (FECAM).

O responsável pelos Estudos e Pesquisas da Assessoria de Planejamento do Sebrae/SC, Cláudio Ferreira, destaca que esse trabalho permitiu o desenvolvimento de uma publicação sobre números estatísticos do Estado, mostrando o seu desenvolvimento quanto a vários indicadores selecionados. As informações estão agrupadas também em relatórios municipais e regionais, disponibilizados através de CDs anexos a publicação e foram distribuídas em capítulos que abordam aspectos gerais, populacionais, sociais, econômicos e infraestrutura. Outra forma de consulta aos dados completos da série é acessar ao Site do Sebrae/SC, no link http://www.sebrae-sc.com.br/scemnumero. Somente sobre Florianópolis, a pesquisa apresenta 125 páginas com dados estatísticos e gráficos.

Ao longo de suas páginas, é possível conhecer as principais concentrações produtivas, as características da colonização e os números e distribuições populacionais em cada uma das regiões. Também são oferecidos indicadores de desenvolvimento humano, incidência de pobreza, saúde, educação, domicílios, rede assistencial, segurança pública, produto interno bruto, balança comercial, valor adicionado fiscal, empresas e empregos, renda média da população, finanças públicas, setor primário, energia elétrica, água e saneamento, infraestrutura de transporte e frota de veículos, estrutura de telecomunicações e principais meios de comunicação, sistema financeiro e entidades empresariais e de classe.

Com os estudos por meio da Classificação de Atividades Econômicas (CNAE), foi gerada uma metodologia para seleção de setores de atividades econômicas. Também foram adicionados apêndices com a relação de empresas e empregos do Estado, região ou município, segundo o porte e sua representatividade, para cada agrupamento de atividade econômica. “Isso foi feito em razão do Sebrae/SC possuir uma atuação direcionada à estruturação e desenvolvimento de projetos em setores”, explica Ferreira.

Também foram feitos estudos em oitos setores econômicos de atuação estratégica da instituição: metalmecânico, confecções, comércio e serviços, turismo e artesanato, alimentação, madeira e móveis, pesca e aquicultura e tecnologia.

spot_img