25.3 C
fpolis
segunda-feira, janeiro 24, 2022
cinesytem

Sotheby’s recebe em Florianópolis vice-presidente mundial

Sotheby’s recebe em Florianópolis vice-presidente mundial

spot_img

Peter Turtzo visitou Florianópolis para conhecer o mercado catarinense para imóveis de alto padrão e treinar equipe local

A corretora de luxo Sotheby’s International Realty, no Brasil com escritórios em São Paulo,Natal, Campo Grande e Florianópolis, recebeu nesta quinta-feira, 5 de abril, na loja da capital catarinense, a visita do vice-presidente mundial da corporação, Peter Turtzo. O americano veio fazer treinamento, conhecer o mercado local para imóveis de alto padrão e falar sobre a importância das redes sociais hoje na comercialização de imóveis. “No futuro as vendas serão todas por meio de redes sociais”, acredita Carlos Motta, gestor da Sotheby’s em Florianópolis.

Peter Turtzo, que foi recebido por Hélio Vasconcelos Netto, diretor da Sotheby’s no Estado, mostrou-se encantado com a beleza e qualidade de vida da capital catarinense. Em sua estada no Brasil, comentou que “é possível encontrar imóveis de qualidade em diferentes faixas de preços; desde um apartamento de U$ 400 mil até uma ilha de U$ 15 milhões”.

O americano dá a volta ao mundo anualmente para conversar com corretores e analisar o desempenho dos mais de 500 escritórios da empresa espalhados por 39 países. A corretora é o braço imobiliário da casa de leilões Sotheby’s.

Para os catarinenses, um dos diferenciais é a divulgação dos imóveis regionais em todo o mundo. “Todos os empreendimentos que representamos em Florianópolis são divulgados em mais de 150 sites internacionais, o que rende uma visibilidade incrível para novos clientes do exterior”, diz Hélio Vasconcelos Netto. Entre os imóveis de alto padrão no Estado que estão sendo comercializados pela Sotheby’s, estão: Txai Ganchos; Marine Home & Resort, na Cachoeira do Bom Jesus, em Florianópolis; Floripa Loft Canajurê; e Metropolitan home boutique, também na capital.

A Sotheby’s pretende inaugurar mais nove escritórios no Brasil e triplicar o volume de vendas – estima-se atingir R$ 1 bilhão neste ano.

spot_img
spot_img