15.6 C
fpolis
quarta-feira, setembro 22, 2021
cinesytem

Workshop em Florianópolis discute soluções para a mobilidade urbana

spot_img

Workshop em Florianópolis discute soluções para a mobilidade urbana

spot_img

Começou nesta terça-feira, 3, no Hotel Castelmar, no centro de Florianópolis, o workshop 'Alinhamento Estratégico para Projetos de Mobilidade', promovido pela Secretaria Municipal de Obras, em parceria com o Instituto dePlanejamento Urbano de Florianópolis (IPUF), a Secretaria de Mobilidade Urbana e a Embarq Brasil, com o apoio da Embaixada Britânica. O evento acontece até esta quarta-feira, 4.

O objetivo do workshop é alinhar as ações para aprovação e implantação dos projetos de mobilidade no município de Florianópolis, englobando as atividades, os prazos, as responsabilidades e a aprovação do sistema.

No mês de setembro do ano passado, o município de Florianópolis assinou um termo de cooperação técnica com a Embarq Brasil, uma organização sem fins lucrativos que auxilia governos e empresas na elaboração e implantação de soluções sustentáveis para os problemas de transporte e mobilidade nas cidades brasileiras.

No evento de abertura do workshop, que aconteceu na manhã desta terça-feira (3), Antonio Lindau, diretor presidente da Embarq Brasil, falou sobre a satisfação e o desafio de poder ajudar a implementar soluções sustentáveis para a mobilidade urbana da Capital. "Acompanho há tempos todo o desenvolvimento da cidade e o impacto que a mobilidade causa sobre a mesma. Neste encontro, vamos discutir entre outros assuntos sobre os desafios da implantação dos corredores exclusivos para ônibus."

Michael Delaney, cônsul honorário do Reino Unido, falou da importância em se melhorar a mobilidade das grandes cidades e torná-las mais atrativas para a vida. "Estamos satisfeitos em apoiar a cidade de Florianópolis neste novo projeto a ser implantado", dissel.

O arquiteto Dalmo Vieira Filho, secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, falou a respeito das várias reuniões e discussões técnicas que foram realizadas sobre o Plano Diretor e concluiu que a mobilidade é o principal limitador de desenvolvimento da cidade.

O secretario adjunto de Mobilidade, Vinicius Cofferri, discorreu sobre o SIM – Sistema Integrado de Mobilidade, que foi licitado no ano passado. Ele mostrou o antes e depois, em números, sobre a frota operante, usuários e os horários por região.

Já o secretário de Obras, Rafael Hahne citou os mais de R$ 750 milhões que serão investidos numa melhora futura na mobilidade urbana da cidade.  

Hahne explicou ainda que entre as obras contratadas estão o anel viário central, com mais de 17 km, nos dois sentidos, de faixa exclusiva para o transporte público e o teleférico. Nos projetos selecionados estão: o corredor Norte, Sul, Leste, o do Continente e alimentadoras. Com recursos via Badesc estão o elevado do Rio Tavares e a requalificação da avenida Ivo Silveira.

As obras iniciais para a implantação do corredor exclusivo para ônibus já iniciaram em dois trechos da avenida Beira-mar Norte, as obras vão da altura do Direto do Campo até a sede da Polícia Federal, e, no segundo trecho, do Titri até a altura da Secretaria Municipal de Saúde, em frente ao Shopping Iguatemi, na Trindade.

Também estiveram presentes neste primeiro dia de workshop Cassio Tanigushi, Superintendente de Desenvolvimento da Grande Florianópolis, e o arquiteto Maurício Feijó, da LOGIT, que apresentou aos presentes o Plamus – Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis.

 Feijó explicou que o plano, que levou um ano para ser elaborado e está sendo finalizado, tem como objetivo propor soluções para a mobilidade local.

 

spot_img
spot_img

Leia mais