18.3 C
fpolis
segunda-feira, agosto 2, 2021
camara florianópolis
spot_img

Como e quanto investir em Marketing Digital?

Como e quanto investir em Marketing Digital?

spot_img

Curitiba, PR 22/7/2021 –

A pandemia acelerou bastante a busca por soluções em Marketing Digital pelas empresas.

Segundo a Statista, o Marketing Digital é o maior meio de comunicação (com mais de 50% dos investimentos em publicidade) e o canal de vendas que mais cresce, já sendo o responsável por quase 20 trilhões de dólares.

Apesar de exigir menor investimento comparativamente ao marketing tradicional (TV, Rádio, Jornal, Outdoor etc.), trata-se de ferramentas e experiências relativamente recentes, novas, além de certo conhecimento necessário para a organização correta de tais recursos – muitas vezes tão amplos e tecnologicamente complexos.

Antes de investir, alguns profissionais sugerem que a empresa obtenha uma visão geral do processo de marketing digital, que envolve um bom site e boas mídias, um bom conteúdo nutritivo aliado a uma boa publicidade digital, acarretando um bom ranqueamento nos mecanismos de busca e, consequentemente, aumento no número de visitas e de vendas.

O especialista Gerson L. Gantzel sugere que antes de investir a empresa faça um Diagnóstico de seu Marketing Digital, não apenas para que tenha uma visão geral, mas também para que possa escolher as melhores opções e caminhos e até mesmo para que possa controlar o processo de melhoria. Gerson sugere que sejam analisados os seguintes aspectos:

Ranqueamento no Google (da empresa, de suas linhas ou categorias e alguns produtos);
Cadastro no Google Meu Negócios e servidor de hospedagem utilizado;
Análise de Concorrência;
Análise Técnica (SEO, CMS, Usabilidade, Velocidade, Integração, Responsividade etc.);
Conteúdo do Site (Textos Nutritivos, e-books, Releases para Portais, Vídeos, Tour 360 graus etc.);
Análise da Publicidade Digital (Google Ads Estático, Dinâmico ou Shopping, Facebook Ads etc.);
Análise das Redes Sociais;
Análise da Reputação Digital (notas e comentários realizados no Google Meu Negócio, Facebook, Reclame Aqui etc.).

Gerson sugere que logo após o diagnóstico, a empresa realize um orçamento de todos os serviços necessários, o que ajudará inclusive a compreender as diferentes opções existentes. Muitos fornecedores poderão realizar o diagnóstico e auxiliar na compreensão de termos e opções.

Anderson R. Schmidt, um dos pioneiros no digital no Brasil e sócio de algumas empresas da área, informa que um servidor de hospedagem tem preços que podem variar de R$ 20 a 50/mês, para as opções nacionais, até US$ 100 ou mais para um servidor internacional e dedicado (“exclusivo”).

O desenvolvimento de um site também poderá variar muito, de acordo com seu porte e complexidade, se possuirá ou não e-commerce e qual o CMS (sistema utilizado para desenvolvimento e gestão do site). Seu preço poderá variar de R$ 3 mil (para sites muito simples e normalmente incompletos), passando por R$ 5 mil a R$ 20 mil para sites convencionais e lojas virtuais, ou entre R$ 30 mil e R$ 1 milhão para projetos mais complexos, como Marketplaces ou Intranets.

O Conteúdo também pode ter seu valor variando de R$ 100 a R$ 300/un. para posts profissionais, originais, integrados e acompanhados de uma imagem, e até R$ 50 mil ou muito mais para filmagens especializadas.

Segundo Anderson, de todos os itens, o que mais poderá sofrer variações é justamente a publicidade digital, pois depende de variáveis como a própria disponibilidade e visão da empresa, até seu porte e nível de concorrência. Tal investimento pode variar desde R$ 500/mês ou até menos, para valores astronômicos, superiores a centenas de milhares de reais mensais.

Anderson Cordeiro dos Santos, Sócio-Fundador da Wasaki Engenharia, acaba de alterar completamente toda a sua estrutura de marketing digital. Após o devido diagnóstico, contratou o desenvolvimento de um novo site, conteúdo nutritivo e publicidade digital.

Anderson afirma que “ainda é cedo para avaliarmos resultados, mas já percebemos que no primeiro mês do novo site já temos mais que o dobro de acessos. Sem contar que o processo nos obrigou a revisar o que estávamos comunicando e a própria forma de apresentar a empresa. Ainda não está concluído, mas acreditamos que está ficando muito melhor e irá dar muito resultado”.

Luciana Erdmann, diretora Administrativa da Wasaki Engenharia, confirma que “a mudança é um processo sistêmico, que exige planejamento e análise constantes, além do aprofundamento dos termos e práticas do marketing digital”. E complementa: “o mesmo diagnóstico que nos mostrou o que precisaríamos mudar agora nos permite avaliar se todos os problemas estão sendo corrigidos e se todas as oportunidades estão sendo exploradas.

Indagados sobre quais os “segredos” para conduzir corretamente tal mudança, ambos comentam que ainda é cedo para tal resposta, pois ainda há muito a fazer e aprender. No entanto, afirmam que “a realização do diagnóstico para obter uma visão geral do marketing digital foi vital inclusive para a escolha do fornecedor do serviço”.

Num setor tão importante, e no qual tanto o investimento como os resultados variam bastante, nada como fazer primeiro um diagnóstico e depois planejar o investimento que poderá variar substancialmente de valor.

Mais informações em https://www.wasaki.com.br/

Website: https://www.wasaki.com.br/

spot_img
spot_img

Leia mais