17.2 C
fpolis
domingo, setembro 26, 2021
cinesytem

Aeroporto Hercílio Luz foi tema de audiência pública

spot_img

Aeroporto Hercílio Luz foi tema de audiência pública

spot_img

Convocada pelo presidente da Comissão de Turismo e Assuntos Internacionais da Câmara Municipal de Florianópolis, vereador César Faria (DEM), a audiência pública realizada na tarde de quinta-feira, dia 17 de março, que discutiu a ampliação e reforma do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, trouxe informações e apontou os caminhos futuros de uma das principais vias de acesso dos turistas que chegam ao Estado e à Capital.
O secretário de Estado do Turismo, Cultura e Esporte, deputado Cesar Souza Júnior (DEM), disse que o Aeroporto Hercílio Luz é um tema que não comporta mais discursos nem pirotecnia, e que todos os agentes envolvidos no assunto têm a responsabilidade de arrumar o quanto antes uma solução para o problema.”Santa Catarina deixou de receber vários voos charter por causa da limitações do Hercílio Luz. E a imagem de Florianópolis é prejudicada quando as pessoas chegam e se deparam com a precariedade das instalações”, disse o secretário, que recentemente voltou da maior feira de turismo de mundo, a ITB Berlim, na Alemanha, e informou que existe o interesse do mercado europeu de promover voos diretos para Florianópolis, mas que isso só não é possível, no momento, devido às restrições do Aeroporto Hercílio Luz.

César Souza Júnior lembrou que o turismo responde por 13% do PIB do Estado, e que o setor impacta sobre a vida de 600 mil catarinenses. O secretário informou que o governador Raimundo Colombo (DEM) voltou animado de sua última ida a Brasília com a receptividade do governo federal no atendimento dos pleitos estaduais. E sugeriu também a criação de uma Comissão Permanente para o acompanhamento do projeto de ampliação do Aeroporto.

Antônio Felipe Bergman Barcelos, superintendente da Infraero, que administra o aeroporto, concordou que é mais do que chegada a hora de Florianópolis dispor de um equipamento mais moderno para o desenvolvimento do turismo e para atender à demanda cada vez maior da população catarinense. Segundo ele, mesmo com as condições atuais, o Hercílio Luz recebeu nesta temporada um aumento de 38% no número de voos charter e de 35% no número de passageiros, alcançando a marca de 100 mil visitantes. Logo em seguida, a gerente de Empreendimentos da Infraero, engenheira Angela Cristina Bahr, fez uma detalhada apresentação do projeto e o cronograma do novo terminal de passageiros do Aeroporto Hercílio Luz, previsto para ser entregue à população em 2014.

O superintendente da Fatma – Fundação do Meio Ambiente do governo do Estado, professor Murilo Flores, falou sobre o andamento das licenças ambientais necessárias à execução das obras do novo terminal e da via de acesso que parte do Estádio da Ressacada, e, também do estudo de impacto ambiental na área situada na Reserva do Pirajubaé. Flores destacou que a Fatma está atuando junto com o Instituto Chico Mendes – ICM Bio com relação às exigências ambientais também no que diz respeito ao trecho da rodovia que vai do Trevo da Seta ao estádio do Avaí.

Por último, o diretor de Planejamento e Projetos do Deinfra, engenheiro William Wojcikiewicz, detalhou o projeto da rodovia de acesso ao novo terminal, cuja obra terá um custo total de R$ 112 milhões e que irá atender, além das pessoas que se dirigem ao Hercílio Luz, as populações do Sul da Ilha (do Campeche, Morro das Pedras, Armação, Pântano do Sul, Ribeirão da Ilha, Tapera). O engenheiro reafirmou o compromisso do governo do Estado de fazer esse acesso.

O vereador César Faria disse que ficou satisfeito com as informações prestadas pelos diversos agentes públicos nas questões que envolvem o Aeroporto Hercílio Luz e, também, ressaltou a disposição do governador Raimundo Colombo de promover as ações que o Estado necessita para concretizar as obras do novo terminal.

spot_img
spot_img

Leia mais