14.6 C
fpolis
sábado, maio 21, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Custo de Vida de Florianópolis sobe 0,69% em novembro

spot_img

Custo de Vida de Florianópolis sobe 0,69% em novembro

spot_imgspot_img

No mês de novembro, o Custo de Vida em Florianópolis voltou a apresentar aumento e ficou em 0,69%. Com o resultado, o acumulado do ano registra 6,04% de variação. Nos últimos doze meses a elevação aponta para o índice de 7,99%.

Os números constam do levantamento mensal realizado pelo Centro de Ciências da Administração e Sócio Econômicas da ESAG e divulgado hoje pela Associação Comercial e Industrial de Florianópolis, através de convênio entre as duas instituições.

O Custo de Vida reflete a variação de preços incidentes sobre os orçamentos de famílias florianópolitanas, com rendimentos de um a vinte salários mínimos, calculado com base na comparação de preços de 319 itens. Os dados foram coletados no período compreendido entre os dias 30 de outubro a 28 de novembro de 2011.

No grupo Alimentação, os Hortifrutigranjeiros apresentaram alta de 2,06%, os Produtos Industrializados 0,72% e os Produtos de Elaboração Primária 0,40%. As principais variações foram identificadas nos itens:

Aumentos: Mamão 10,81%, cebola de cabeça 9,62%, limão 8,67%, couve-flor 7,60%, garoupa 7,14%, batata inglesa 7,02%, leite condensado 5,71%, repolho 5,53%, banana branca 4,82%, ovos de galinha 4,77%, laranja paulista 4,67%, carne moída de primeira 3,86%, anchova 3,85%, bolachas 3,86%, água mineral 3,51%, alho 3,47%, café em pó 2,89%, pernil de porco 2,34%, aipim 2,09% e carne de primeira 2,07%.

Reduções: Beterraba 7,23%, Laranja lima 6,95, abacaxi 6,90%, cenoura 6,07%, abóbora 4,79%, vagem 3,84% maça 3,78% e morango 2,47%. No Grupo Produtos Não Alimentares, os destaques foram identificados nos artigos de higiene, alta de 3,47%, medicamentos 2,92%, artigos de educação, cultura e lazer 1,38%, móveis 0,86%, eletrodomésticos 0,75% e aparelhos eletrônicos 0,26%.

Nos Outros Serviços, os serviços de recreação subiram 0,20% e os serviços de assistência à saúde 0,16%.

spot_img