19.6 C
fpolis
sábado, novembro 27, 2021
cinesytem

Florianópolis é a capital do pescado

spot_img

Florianópolis é a capital do pescado

spot_img

Ministro lançou na última sexta-feira (03/09), a 7a Semana Nacional do Peixe no Mercado Público

O hábito de pescar está enraizado na cultura mané. Não é por acaso que Florianópolis se consagrou como a capital do pescado e o Estado se tornou o maior produtor de peixe do país.

Ontem, o ministro da Pesca e Aquicultura, Altemir Gregolin, veio à Capital para lançar a 7ª Semana Nacional do Peixe no Mercado Público, o ponto de venda mais tradicional da cidade. O evento, que objetiva estimular o consumo, por meio da redução dos preços de até 50%, estende-se até o dia 15 de setembro.

No ano passado, a Semana esteve presente em mais de 70 redes de supermercados do país envolvendo cerca de 1, 5 mil lojas participantes. Durante o evento, a venda de pescados nos supermercados cresceu em média 60% em relação ao mês anterior, superando as previsões de resultados.

A expectativa para que os bons números se repitam neste ano é grande entre os peixeiros. Marcelo Jacques lembra que durante o evento do ano passado as vendas de pescado aumentaram em até 50%. Neste ano, a tendência é de que a sardinha, cujo preço caiu para R$ 2,50 o quilo, seja o carro-chefe das vendas. O peixeiro Andrei Milto Pereira acredita que as vendas terão um incremento extra por causa do feriadão, que deve atrair milhares de turistas a Florianópolis:

– Turista, se não compra, sempre prova um peixinho – conta Andrei.

O ministro visitou supermercados durante a manhã e depois foi até as peixarias do Mercado Público. Ele afirma que a Semana prevê a redução dos preços para estimular o consumo do pescado e favorecer o desenvolvimento da cadeia produtiva.

Campanhas de divulgação estão previstas para chamar a atenção aos benefícios de uma dieta rica em ômega 3, ácido graxo abundante nos peixes que, dentre outras vantagens, reduz a quantidade de triglicerídios no sangue e ajuda a manter a pressão sanguínea em níveis adequados.

Outra atividade são os cursos de capacitação. Peixeiros e chefs serão orientados a manusear, conservar e preparar adequadamente o pescado. Técnicas de vendas, como mostrar para o cliente que o peixe é fresco, e abordagem também serão repassadas.

Consumo aumentou 24% no Brasil

2007………………………..7,25 kg/habitante
2009………………………..9,02 kg/habitante

Em Santa Catarina, a produção aumentou 12%
2007………………………184.493 toneladas
2009………………………207.505 toneladas

Maior aumento foi na aquicultura catarinense

2007………………………..34.300 toneladas
2009………………………..49.950 toneladas

Entre as carnes, o consumo de peixe foi o que mais cresceu
Bovinos…………………………………… -8,6%
Aves………………………………………….9,2%
Suínos……………………………………. 12,9%

Fonte: Ministério da Pesca e da Aquicultura

(Por FRANCINE CADORE, DC, 04/09/2010)

spot_img
spot_img