23.3 C
fpolis
sexta-feira, dezembro 3, 2021
cinesytem

Programa Sobrevivência simula situações de pressão para conseguir alto desempenho nas empresas

spot_imgspot_img

Programa Sobrevivência simula situações de pressão para conseguir alto desempenho nas empresas

spot_img

O treinamento, realizado em meio à natureza, reforça o relacionamento entre funcionários e contribui para conquista de metas em conjunto

O desenvolvimento de novas tecnologias e a globalização tornam o mercado atual cada vez mais competitivo, exigindo agilidade e inovação das empresas. Uma alternativa para auxiliar o colaborador a lidar com essa pressão e desenvolver melhor suas competências é um treinamento de alto impacto, chamado Sobrevivência, que ocorre este final de semana (22/10) em Florianópolis.

A idéia é levar os funcionários das empresas para um hotel fazenda e, por meio de jogos empresariais, dinâmicas de grupo e exercícios, simular situações parecidas com as que ocorrem no ambiente profissional ou vividas no âmbito pessoal. Os participantes têm a possibilidade de enxergar na prática alguns erros que cometem e se reposicionar quando necessário. O resultado obtido é a identificação e a reconstrução de certos comportamentos, possibilitando um maior desempenho individual, da equipe e das organizações.

Criado pelo professor de MBA na área de gestão de pessoas Sandro Luiz Pinheiro, em 2003, no Mato Grosso, o método é aplicado em Florianópolis desde 2009, pela franquia ActionCOACH – líder mundial em coaching empresarial. Mais de 30 organizações já participaram do programa e obtiveram resultados surpreendentes no desenvolvimento da equipe na Grande Florianópolis.

Em dezembro de 2010, o empresário Douglas Willi Steinbach inscreveu 22 colaboradores da Panificadora Steinbach no treinamento. Os jogos ajudaram os funcionários a se integrar e a criar um sentido maior de sinergia. Após o treinamento ficou evidente um melhor alinhamento de ações entre os membros da equipe no dia-a-dia da empresa.

“Já no dia seguinte pudemos observar como houveram mudanças. Os funcionários passaram a se respeitar mais”, avalia Douglas. Depois da experiência, o empresário participou do Sobrevivência duas vezes como monitor voluntário. “Também é muito bacana, porque eu, como líder de uma empresa com 20 funcionários, pude ver a situação de fora e as lideranças se sobressaindo”, acrescenta.

O programa Sobrevivência tem, geralmente, a duração de um dia. Podem participar funcionários, gerentes e empresários de organizações de pequeno, médio ou grande porte. “Há a possibilidade de se contratar o serviço de forma exclusiva para uma organização ou participar do treinamento em conjunto com outras empresas, potencializando a convivência com pessoas dos mais variados perfis comportamentais”, explica o diretor executivo da ActionCOACH em Florianópolis, Vinícius Carvalho. Com as atividades em equipe, empregados ou donos de organizações se sentem motivados, comunicam-se mais facilmente, aprendem a ser criativos, resolvem melhor seus problemas e o trabalho em equipe mostra mais resultados.

“Muitas vezes, em função do ritmo acelerado das organizações, pessoas que trabalham durante três ou quatro anos juntas nunca pararam para conversar. No treinamento, em questão de poucas horas, acabam descobrindo afinidades. Isso dá um sentimento de todos caminhando juntos, com o mesmo propósito, buscando atingir metas”, explica Vinícius.

O treinamento é baseado em princípios do coaching empresarial, área na qual atua a franqueadora ActionCOACH, que possui 18 anos de experiência e mais de mil escritórios em 39 países. A filial de Florianópolis, considerada a franquia número um da rede na América do Sul, promoverá o próximo programa neste sábado, 22 de outubro, no Hotel Engenho Eco Park, situado no bairro Rio Vermelho.

spot_img
spot_img