22.6 C
fpolis
segunda-feira, setembro 20, 2021
cinesytem

Celesc segue com a mobilização para reparar sistema elétrico em Florianópolis

spot_img

Celesc segue com a mobilização para reparar sistema elétrico em Florianópolis

Mobilizada para concluir os reparos na rede danificada pelos fortes ventos do último domingo, 4, em Florianópolis, a Celesc enviou uma força tarefa para a Costa da Lagoa, no Leste da Ilha, no início da manhã, desta quarta-feira, 7.

Foram enviadas cinco equipes de roçada e cinco equipes de emergência para fazer o trabalho de substituição dos postes quebrados e lançar cabos de baixa e alta tensão, restabelecendo o fornecimento de energia para 450 famílias que moram na localidade.

Para viabilizar essa operação, os postes e equipamentos serão levados de barco e distribuídos ao longo da Costa da Lagoa, próximos aos locais onde serão usados. Em virtude das características geográficas, com acesso por trilhas em vários trechos, os trabalhos de recuperação da rede devem se estender durante todo o dia.

O presidente da Celesc, Cleverson Siewert, relatou nesta manhã, que a grande maioria dos reparos foi concluída até o final da tarde de ontem. “Cerca de 99% das redes dos consumidores atingidos já foram religadas. Mantemos a mobilização, trabalhando com 55 equipes, que somam 190 profissionais em campo”.

Segundo Siewert, a previsão de terminar todo trabalho em 48 horas foi prejudicada pelo grande volume de escombros jogados pelos ventos sobre a malha viária e a fiação elétrica. “Nosso diagnóstico inicial não se confirmou, por dois motivos: houve mais danos do que aqueles previstos e, em muitos lugares, é preciso aguardar da retirada de material pelos bombeiros para chegar às redes”.

Ele lembrou que, no primeiro dia, a Celesc conseguiu reparar 85% da rede danificada; e no segundo, chegou a 95%: “É uma situação absolutamente atípica. Mas continuamos mobilizados para restabelecer todo sistema elétrico”.

O Corpo de Bombeiros, por sua vez, reviu sua análise inicial e agora prevê que, como mais de 100 árvores caíram somente no Sul da Ilha, a remoção dessa vegetação pode levar até 15 dias.

As informações são da Assessoria de Imprensa do Governo do Estado. 

spot_img
spot_img

Leia mais