15.6 C
fpolis
quinta-feira, setembro 16, 2021
cinesytem

Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina completa 37 anos com marca de 263 mil atendimentos

spot_img

Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina completa 37 anos com marca de 263 mil atendimentos

No ano de 2020, houve aumento nos casos de intoxicações provocadas por produtos de limpeza doméstica em crianças

 

 

O Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina (CIATox/SC) completa 37 anos no dia 14 maio com a marca de 263 mil atendimentos de casos de intoxicação de 1984 a 2020, o que dá uma média anual de 7.305 casos, segundo dados divulgados pelos profissionais do serviço, que atuam em plantão de 24 horas no Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU-UFSC/Ebserh). O dia 14 de maio também é o Dia Estadual de Prevenção de Acidentes Tóxicos no Estado de Santa Catarina, instituído pela Lei 13.175 de 2004. 

Os números se referem a casos de intoxicação por diversos agentes, como medicamentos, agrotóxicos, produtos veterinários, raticidas, produtos químicos industriais e de uso domiciliar, drogas de abuso, plantas tóxicas e envenenamentos por animais peçonhentos, já que o CIATox é um serviço de referência no Estado na área de Toxicologia, que iniciou suas atividades em maio de 1984.

O serviço é subordinado à Superintendência de Serviços Especializados e Regulação da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SUR/SES/SC), mantendo cooperação técnica e parceria com a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e o HU-UFSC, onde está localizado.

O CIATox/SC mantém um serviço de plantão permanente para informações específicas em caráter de urgência na área de Toxicologia Clínica aos profissionais de saúde, principalmente médicos da rede hospitalar e ambulatorial e de caráter educativo e preventivo à população em geral. Os atendimentos são feitos através de ligação gratuita pelo número 0800 643 5252.

 

Profissionais registram aumento nos casos provocados por produtos de limpeza doméstica

De acordo com os dados de atendimento do CIATox/SC, no ano de 2020 houve um aumento de cerca de 30% em comparação com o ano de 2019, nas exposições a produtos de limpeza doméstica em crianças de 0 a 9 anos.

Esse aumento pode estar relacionado ao fato de maior uso desses produtos como medida de prevenção da propagação do coronavírus e pelo fato das crianças estarem mais tempo em seus domicílios, tendo assim possibilidade de maior acesso aos produtos. O primeiro passo na prevenção de intoxicações é reconhecer que qualquer substância pode ser tóxica e estes acidentes podem ser evitados.

 

Para evitar acidentes algumas medidas podem ser tomadas:

•             Armazene produtos de limpeza, químicos e medicamentos fora do alcance de crianças e animais domésticos.

•             Mantenha produtos domésticos em suas embalagens originais.

•             Mantenha os rótulos e bulas intactos e legíveis.  

•             Para as crianças, copos, latas ou garrafa de sucos e refrigerante significam algo para beber. Portanto, nunca os utilize para armazenar tintas, solventes, gasolina, álcool, detergentes ou outros produtos químicos.

•             Utilize produtos e medicamentos com embalagens seguras e resistentes, fechando bem a tampa após o uso. E mesmo assim, nunca deixe a criança com estas embalagens.

 

 

Com informações do CIATox/SC.

spot_img
spot_img

Leia mais

spot_img