Florianópolis, 20 de julho de 2024

Congresso #SouSíndico movimenta turismo de negócios em Florianópolis

spot_img

Compartilhe

Mais de 1,5 mil pessoas de 18 estados brasileiros e do DF participam do maior evento de gestão e inovação condominial no CentroSul, na capital catarinense

Divulgação Sou Síndico 2023.png

Congresso #SouSíndico Conectado 2023 está acontecendo até a noite deste sábado (28), em Florianópolis, com a presença de participantes de 18 estados brasileiros e do Distrito Federal. A abertura ocorreu às 9 horas no palco 360º, envolto por mais de 1,5 mil pessoas, no CentroSul — tornando-o o maior evento sobre tendências e tecnologia do mercado condominial no Brasil.

Em sua segunda edição, o evento triplicou de tamanho e conseguiu um marco importante: cerca de 70% do público vem de outras cidades ou estados brasileiros — 26,5% são pessoas da Grande Florianópolis e 35,5% de Santa Catarina. De acordo com a Porter, empresa de soluções de segurança e portaria remota e organizadora do congresso, além dos catarinenses, se destacam as delegações vindas do Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo e Minas Gerais.

“Trata-se de um perfil de público qualificado, composto 40% por síndicos, 24% são administradores condominiais e 17% são pessoas que representam empresas do mercado condominial. Outros 19% são perfis variados de inscritos”, diz Fabio Beal, CEO da Porter.

Os números reforçam a importância de Florianópolis como um importante roteiro para o turismo de negócios. Além de pólo de inovação e tecnologia, a cidade é uma das principais referências em imóveis no país, com o terceiro metro quadrado mais valorizado entre as capitais, atrás apenas de Vitória (ES) e São Paulo (SP). Segundo o índice FipeZap+ de outubro, o valor do metro quadrado na capital catarinense é de R$ 10.566 por m².

Outro indicador que torna Florianópolis atrativa para eventos como o Congresso #SouSíndico são os dados do International Congress and Convention Association (ICCA) – Country & City Rankings Business Analytics 2022. O estudo aponta Florianópolis no terceiro lugar entre os destinos mais procurados do Brasil para eventos, superada pelo Rio de Janeiro e São Paulo.

“Cerca de 1,1 mil inscritos são de fora da cidade, fazendo com que neste final de semana, o congresso ajude a movimentar a economia local. A média de permanência dos congressistas é de, em média, três dias, e isso mobiliza transporte, comércio e a cadeia de bares, hotéis e restaurantes, considerando que o ticket médio de gasto para turistas de eventos costuma ser maior do que o de um visitante de lazer”, afirma Stael Régis, analista de Eventos na Porter.

Debate sobre o futuro condominial

O congresso #SouSíndico Conectado 2023 segue até a noite deste sábado e conta com grandes especialistas em administração, liderança, marketing, vendas, gestão e negócios, como o comunicador Marcos Piangers e Camila Renaux, eleita três vezes a melhor profissional de marketing do Brasil. Piangers vai falar sobre “Protagonismo e Felicidade: a mudança que você faz no mundo”, já Camila Renaux, vai mostrar como os gestores condominiais podem se fazer presente e explorar as redes sociais de forma assertiva.

Outra palestra trata da conexão do Modelo de gestão da Disney aplicado ao mercado de condomínios: “Como o seu condomínio seria se ele fosse administrado pela Disney?”, apresentada por Cláudio Vicente. Ao todo o congresso recebe 15 palestrantes e 22 painelistas.

Além das plenárias e painéis, o congresso terá diferentes atrativos como coquetel, espaço para podcast para entrevistas e bate-papos, além de um salão de festas e o “Espaço Network”  para interação entre os participantes. 

Haverá também área gourmet com nove locais de alimentação e o “Espaço Mentoria”, ambiente em que cerca de 58 embaixadores da Porter estarão à disposição dos congressistas para conversar sobre negócios e tendências de gestão. A expectativa é de que sejam realizadas 440 mentorias. Há ainda um ambiente para expositores, com 16 empresas promotoras.

“Nosso intuito é fazer com que os participantes do congresso possam se atualizar e sair do evento aptos a realizar ações transformadoras, especialmente para os síndicos que cuidam de pessoas e se conectam com o futuro”, finaliza Fabio Beal.