21.2 C
fpolis
sábado, outubro 23, 2021
cinesytem

Exposição de pedras marinhas coletadas nas praias de Florianópolis abre nesta quinta-feira

spot_img

Exposição de pedras marinhas coletadas nas praias de Florianópolis abre nesta quinta-feira

spot_img

A exposição "Paragens", da arquiteta Manuela Costalima, será aberta nesta quinta-feira, 2, a partir das 19h, na Fundação Cultural Badesc, no Centro de Florianópolis. A entrada é gratuita, e a mostra fica aberta à visitação pública até o dia 31, de segunda a sexta-feira, das 12 às 19h.

Paulistana, a artista tem no caminhar o ponto de partida de grande parte de seus trabalhos. E foi no caminhar pela orla de Florianópolis por mais de uma semana, que ela coletou pedras marinhas que formam o conjunto deste trabalho.

“As pedras estão sendo gravadas com as coordenadas desses lugares por onde passei. Não me interessam as pedras simplesmente, mas as pedras gravadas com as indicações de seus pontos de origem”, explica Manuela.

Para realizar o trabalho, a artista hospedou-se na praia da Barra da Lagoa. "Pela minha localização, acabei percorrendo um caminho para o sul e explorei mais essa região. Florianópolis tem uma natureza deslumbrante vai permitir eu compartilhar com o público estes locais onde estive e me detive e que ganharam novos significados e tornaram-se lugares: Paragens!", explica a artista.

"Paragens" é o primeiro trabalho com pedras realizado por Manuela, embora ela as colecione há algum tempo. “As pedras me encantam porque são matéria antiga, foram por muito tempo moldadas pela natureza”, declara.

Sobre a exposição

O nome da exposição baseia-se na morfologia da palavra conforme descrito no dicionário e que tem três significados que se interligam com a proposta de Manuela CostaLima: Paragem – pa.ra.gem 
sf (parar+agem)  – Ato de parar; lugar onde se para; parte do mar próxima à terra e acessível à navegação.

"Paragens" é portanto, resultado de um caminho real pela orla em que foi feita a coleta de pedras marinhas. Junto às pedras dispostas no chão está Geopantone, uma escala de cores obtidas por imagens do Google Street View.  Nesse caminho virtual pelo computador o olhar se concentra na linha do horizonte, lugar de repouso, paragem do olhar. A partir de aproximações máximas dessas imagens obtêm-se os planos de cor que compõe a sequência.

A Fundação Cultural Badesc fica na Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro.

spot_img
spot_img