20.4 C
fpolis
quarta-feira, julho 6, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

Fecomércio avalia perfil do turista de Florianópolis

Fecomércio avalia perfil do turista de Florianópolis

spot_imgspot_img

Gaúchos são a maioria com 29,3%, seguidos dos argentinos, paulistas e paranaenses

O turista que visita Florianópolis no verão não vem sozinho. É o que mostra a pesquisa da Federação do Comércio de Santa Catarina com os turistas da Capital catarinense, entre os dias 21 e 26 de fevereiro de 2009. De acordo com a avaliação, 44,8% dos turistas vêm para a cidade catarinense com até 5 pessoas e 11,6% com até 10 pessoas. Foram entrevistados 717 turistas das praias dos Ingleses, Canasvieiras, Jurerê, Barra da Lagoa, Joaquina e Campeche, da Rodoviária e do Aeroporto Hercílio Luz. O estudo aponta que o local de origem dos turistas é bastante diversificado, já que 29,3% vêm do Rio Grande do Sul, 19,7% da Argentina, 16,9% de São Paulo, 10,7% do Paraná, 8,9% de outros municípios catarinenses, 1,7% do Chile, 2,2% do Uruguai, e 10,5% de outros estados.

Para o presidente da Fecomércio, Bruno Breithaupt, a amostragem confirma a Capital catarinense como o destino turístico para o descanso e lazer, já que 89,3% dos entrevistados visitam Florianópolis para o turismo de lazer e apenas 1,8% estavam na cidade a negócios. “Notam-se diferentes perfis turísticos em nosso Estado. Há desde o turista mais comedido nos gastos, até o turista com comportamento mais arrojado nas compras”, avalia Breithaupt.

O valor médio gasto com despesas em geral (traslado, transporte, hospedagem, alimentação) variou de até R$ 1 mil (29,8%), até R$ 2 mil (28,2%), e até R$ 4 mil (24,4%). Entre os entrevistados, 91,6% disseram conhecer o comércio das praias e 64% visitaram o Centro de Florianópolis, e a média dos gastos no comércio oscilou bruscamente entre R$ 100 (para 24% dos entrevistados) e em mais de R$ 500 (para 22,6%). De acordo com a classificação socioeconômica, 34,7% dos entrevistados têm a renda familiar entre R$ 2 mil e 75 e R$ 4 mil e 150; e 24,1% recebem mais de R$ 4 mil e 150 e até R$ 8 mil e 300.

Foto ilustrativa: Jurerê Internacional / DEOLHONAILHA.com.br

spot_img

Leia mais