20.1 C
fpolis
sexta-feira, janeiro 28, 2022

Fevereiro começa com tempo instável e previsão de alto volume de chuva na Grande Florianópolis

Fevereiro começa com tempo instável e previsão de alto volume de chuva na Grande Florianópolis

spot_img

O mês de fevereiro começa com tempo instável com predomínio de nuvens e pancadas de chuva em Santa Catarina. A atenção segue voltada para a região da Grande Florianópolis, Vale do Itajaí e Litoral Norte, onde há previsão da continuidade do alto volume de chuva, principalmente no fim da tarde e noite desta quarta-feira e na madrugada de quinta.

A temperatura não sobe muito devido a cobertura de nuvens, mas permanece a sensação de ar abafado devido à alta umidade do ar.

As fortes chuvas que atingiram o Estado na segunda e terça-feira causaram estragos. As cidades que registraram maior volume de chuvas foram Luiz Alves com 154mm,Florianópolis 137mm, Ilhota 123mm e Joinville 92mm.

Em alguns municípios do Estado, choveu metade do que estava previsto para o mês de janeiro inteiro. Na tarde de terça-feira, houve registros de danos em Florianópolis, São José, Biguaçu, Barra Velha, Itajaí e Guaramirim com deslizamentos de terra e alagamentos. A Defesa Civil acompanha as condições dos locais e alerta para o risco de inundações, alagamentos e deslizamentos de terra.

A meteorologista da Epagri/Ciram Gilsânia Cruz explicou que a condição de chuva nessas regiões ocorre pela atuação de dois sistemas atmosféricos, um deles é influenciado pelo médio e alto nível da atmosfera, o que favorece a instabilidade, e na faixa que vai de Florianópolis até o Litoral Norte tem a entrada de umidade do mar em direção ao continente. “É essa umidade que traz os maiores volumes de chuva nessas regiões. O tempo vai começar a melhorar a partir da quinta-feira. A temperaturas voltarão a ficar mais altas”, informou.

Recomendações da Defesa Civil SC:

Tempestades com descargas elétricas (raios), vento e granizo: Permanecer em local seguro e não transitar em locais abertos, próximo a árvores, placas publicitárias ou objetos que possam ser arremessados. Se houver granizo é aconselhável que as pessoas se protejam em lugares com boas coberturas, ao exemplo dos banheiros das residências, fechar janelas e portas, e não manusear nenhum equipamento elétrico ou telefone devido aos raios e relâmpagos.
Inundações/Alagamentos: Evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Deslizamentos de terra: deve ser observada qualquer movimento de terra ou rochas próximas a suas residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil municipal ou o Corpo de Bombeiros.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193. A Defesa Civil do Estado conta com atendimento de 24 horas, com equipes de prontidão.

As informações são da Assessoria de Comunicação do Governo do Estado.

spot_img
spot_img