22.6 C
fpolis
quinta-feira, maio 26, 2022
Cinesystem Villa Romana Shopping

OAB/SC quer investigação sobre possível cartel na distribuição de vacinas contra H1N1

spot_img

OAB/SC quer investigação sobre possível cartel na distribuição de vacinas contra H1N1

spot_imgspot_img

A bancada catarinense na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), formada pelos conselheiros João Paulo Tavares, Tullo Cavallazzi Filho e Sandra Krieger Gonçalves, quer que o Conselho Federal apure a existência de cartel para distribuição de vacinas contra o vírus H1N1. Requerimento solicitando a inclusão do pedido na pauta da reunião da próxima segunda-feira, 16, em Brasília, foi encaminhado esta semana ao presidente nacional da OAB, Cláudio Lamachia.

A denúncia de um possível cartel foi feita pelo presidente da Caixa de Assistência dos Advogados de Santa Catarina, Marcus Antônio Luiz da Silva, que precisou cancelar o calendário de vacinação dos advogados catarinenses por falta do produto. A bancada quer que a denúncia seja levada à ANVISA, Conselho Federal de Farmácia, CADE e Polícia Federal.

Em conversa com o DeOlhoNaIlha, o conselheiro federal da OAB/SC, João Paulo Tavares, explicou que não foi apenas a OAB que foi surpreendida pela falta de vacinas. Problema semelhante ocorreu com o SESC e outras instituições que anualmente fazem campanhas de vacinação com seus associados. João Paulo alerta que esta situação demonstra claramente a ação de cartel. 

spot_img