18 C
fpolis
quarta-feira, dezembro 8, 2021
cinesytem

Polícias Civil e Militar mantém alerta no Morro da Caixa após incêndio de dois ônibus

spot_imgspot_img

Polícias Civil e Militar mantém alerta no Morro da Caixa após incêndio de dois ônibus

spot_img

As policias Civil e Militar mantém a ocupação no Morro da Caixa, na região continental de Florianópolis, na manhã desta sexta-feira, 27. No fim da tarde de ontem, dois ônibus, das empresas Jotur e Santa Teresinha, foram incendiados na Avenida Ivo Silveira em protesto contra a ação policial deflagrada pela Polícia Civil para combater o tráfico de drogas. Na operação, um jovem de 19 anos foi baleado e morreu. Moradores da região alegam que houve abuso de poder por parte da força policial, e a Polícia Civil informa que o jovem estava armado e trocava tiros com a Polícia.

A reportagem do DeOlhoNaIlha entrou em contato com as polícias Civil e Militar e ambas informaram que a ideia é manter policiais, fardados e à paisana, na localidade até que a situação se normalize. Ninguém foi preso pelo incêndio nos veículos do transporte coletivo. 

A operação

 "Sufoco": este é o nome da operação deflagrada pela Polícia Civil nesta quinta-feira, 27, com o objetivo de combater o tráfico em várias regiões da Grande Florianópolis. Na ação inicial, realizada no Morro da Caixa, no bairro Capoeiras,no Continente, policiais da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC) realizaram prisões, apreensão de drogas, munição e armas.

A investigação que aconteceu durante dois meses, foi coordenada pelo Delegado Cláudio Monteiro, com a participação de toda Equipe da Divisão de Repressão a Entorpecentes (DRE). O trabalho resultou em cinco prisões e na apreensão de duas armas, oito mil comprimidos de ecstasy, dois mil papelotes de crack e cocaína embalados para a venda, 160 munições de diversos calibres, 50 kg de maconha, rádio comunicador, duas balanças de precisão e celulares.

Durante o confronto com os policiais, em que houve troca de tiros, um jovem, de 19 anos, foi baleado e acabou morrendo. Ele possui diversas passagens pela polícia, entre os crimes: tráfico de drogas, roubo, furto, lesão corporal, desacato e desobediência.

Participaram da operação como apoio: Delegacia de Repressão a Roubos (DRR), Delegacia de Homicídios, Divisão de Investigação (DIC) de Palhoça, todas as divisões da DEIC, Delegacias da Capital e o 22º Batalhão da Polícia Militar.

spot_img
spot_img