20.4 C
fpolis
quarta-feira, dezembro 1, 2021
cinesytem

Ultramaratonista Rafael Zobaran fala sobre superação em palestra na ACIF

spot_imgspot_img

Ultramaratonista Rafael Zobaran fala sobre superação em palestra na ACIF

spot_img

Na palestra “Uma Lição de Vida”, o atleta da TopMed conta como venceu um câncer há 13 anos e apresenta sua receita de superação. O evento será realizado na próxima quinta-feira (20) e serve de esquenta para o Desafio Praias e Trilhas.

O ultramaratonista Rafael Zobaran, que mereceu duas páginas na última edição da revista especializada O2, por sua trajetória de superação, apresenta, nesta quinta-feira (20), na Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF), a palestra “Ultramaratona: Uma Lição de Vida”. O atleta vai contar a história de sua vida, antes e depois de encarar um câncer, aos 27 anos de idade. Ao enfrentar a doença com coragem, fez dela sua maior aliada num audacioso projeto de reconstrução pessoal. Hoje, treze anos depois, participa das provas de corrida mais longas do planeta, as ultramaratonas. O evento será realizado no auditório da ACIF matriz, às 19h30. As vagas são limitadas e as inscrições, gratuitas, podem ser feitas pelo educacao@acif.org.br.

Logo na seqüência, no sábado (22) e no domingo (23), Rafael vai correr uma maratona por dia, em terrenos imprevisíveis, como atleta inscrito na categoria solo no Desafio Praias e Trilhas, na Lagoa da Conceição. Organizada pela EcoFloripa, a prova com 84km de percurso é considerada tão difícil que dá direito a duas medalhas aos participantes. Para Rafael, mais do que um desafio, ela representa a chance de acumular pontos para correr ultramaratonas internacionais, na categoria acima de 135 milhas, que corresponde a provas com 217 quilômetros. Parece impossível? Não para o “ultraman” que venceu este ano o Desafio Noturno 12H em Campinas, em sua categoria, após correr quase 105 quilômetros madrugada afora.

Sobre Rafael Zobaran

Patrocinado pela TopMed, Rafael participou ao longo de 2011 da Travessia Torres-Tramandaí, quando percorreu mais de 80 km no litoral gaúcho, da Travessia Bertioga-Maresias, outra prova à beira-mar com 75 km, da Ultramaratona de Praia Grande, na qual precisou correr 100 km em uma pista com apenas 400m de extensão, do Desafrio Urubici, onde enfrentou frio, vento e subidas íngremes, em Santa Catarina, do Desafio Noturno 12H em Campinas e, mais recentemente, do Ultradesafio Farroupilha 24h, em Porto Alegre. “Vários fatores interferem na performance em uma corrida de longa distância, mas vou fazer o possível para impor meu ritmo no Desafio Praias e Trilhas”, anuncia Rafael, que começou a correr há oito anos em condições completamente desfavoráveis a qualquer vitória.

Naquela época, o gerente de Marketing e TI pouco sabia de sprints e limiar aeróbio. Mas ainda assim vislumbrou a corrida como um antídoto para os danos físicos e mentais acumulados pelo diagnóstico de um câncer na juventude. Começou então a caminhar, a correr devagar, e quando viu já estava participando de provas de rua. As mudanças bruscas e a revolução que o esporte impôs a seu físico, mente e espírito passaram a render ao atleta, hoje com 40 anos, convites para apresentar a palestra “Ultramaratona: Uma Lição de Vida”, em que aborda seu esforço, disciplina e dedicação.

Além de comandar palestras, Rafael começou, recentemente, a comandar entrevistas com personalidades da área esportiva. Tão inédito quanto inusitado, o programa Papo de Esteira é disponibilizado todas as semanas pela web, no www.papodeesteira.com.br. Com 15 minutos de duração, o programa se passa enquanto entrevistado e convidado têm um “papo de tirar o fôlego” na esteira de uma academia. “As pessoas, de modo geral, fazem de tudo para evitar a dor e o sofrimento, seja ele físico ou mental. Para mim, não é assim. Meu prazer é justamente enfrentá-los, concentrado na minha capacidade de vencê-los”, ensina o atleta e profissional multimídia.

spot_img
spot_img