25.9 C
fpolis
quinta-feira, fevereiro 29, 2024

Aulão de patinetes elétricas: Primeiro evento educativo da Whoosh no Brasil reúne mais de 500 pessoas no centro de Florianópolis

spot_img

Aulão de patinetes elétricas: Primeiro evento educativo da Whoosh no Brasil reúne mais de 500 pessoas no centro de Florianópolis

spot_imgspot_img

Em parceria com a Prefeitura e autoridades de trânsito locais, a campanha reforçou a importância da condução segura dos equipamentos para um trânsito harmonioso na capital catarinense

Preocupada com a segurança dos cidadãos de Florianópolis, a Whoosh, empresa internacional de tecnologia que desenvolve e implementa de forma independente soluções de transporte de micromobilidade, por meio do uso de patinetes elétricas, realizou na última quarta-feira, 24, o primeiro treinamento gratuito para condutores desses veículos no Brasil. Em parceria com a prefeitura e autoridades de trânsito locais, a campanha educativa, que faz parte de um projeto internacional de segurança da marca, reuniu mais de 500 pessoas no Largo da Alfândega, ampliando o conhecimento da população sobre o uso seguro das patinetes elétricas no a cidade.

Chamado de Riding School, o evento seguiu as regras básicas de trânsito e incorpora a vasta experiência e conhecimento acumulado pela Whoosh ao longo de vários anos de operação, além de contar com a participação de Rafael Hahne, Secretário Municipal de Transportes e Infraestrutura e Valci Brasil, Superintendente de Transportes e Mobilidade. Esta iniciativa foi acessível tanto para iniciantes quanto para usuários experientes. Cada participante teve acesso a um programa de treino personalizado e adaptado ao seu nível, com orientação de um instrutor experiente, numa dinâmica que durou cerca de 15 minutos.

Os instrutores listaram as principais infrações cometidas pelos usuários de patinetes elétricas:

  • As patinetes elétricas da Whoosh são tecnicamente projetadas para um passageiro. Conduzir um veículo com duas pessoas não é seguro, porque é muito mais difícil controlar o equipamento em tal situação.
  • Os dispositivos da Whoosh são muito potentes e grandes para crianças. Além disso, a responsabilidade incorrida pelo usuário é apenas para uma pessoa que tenha atingido a maioridade. Uma criança pode não ser capaz de lidar com os controles e também de assumir a responsabilidade correspondente. Portanto, somente usuários maiores de 18 anos podem viajar com a patinete
  • Estacionamento inadequado: As scooters Whoosh só podem ser concluídas no estacionamento marcado com um “P” no aplicativo. O estacionamento adequado mantém as ruas da cidade em ordem.

Durante seis meses de operação em Florianópolis, a equipe de suporte bloqueou 4.349 usuários em 2023. Francisco Forbes, CEO da Whoosh no Brasil, explica que a fiscalização de infrações é feita pela alta tecnologia das patinetes, além de uma equipe de suporte eficaz: “Cada veículo possui um módulo IoT (Internet das Coisas), que permite total controle do estado e condições dos equipamentos, bem como das viagens realizadas pelos usuários. Os dispositivos também possuem limite técnico de velocidade de 20 km/h, limitamos a área operacional com zonas de baixa velocidade. Em caso de infração, esse controle permite que o Whoosh reaja rapidamente e tenha informações detalhadas sobre o veículo, o usuário e o trajeto. Além disso, contamos com funcionários de campo que fazem a manutenção da frota nas ruas, analisando pessoalmente o comportamento dos usuários.”

Segundo o executivo, o Riding School reforça o compromisso da empresa em oferecer um transporte seguro, prático e eficaz para a micromobilidade na cidade: “Sabemos o quanto as patinetes elétricas otimizam as pequenas locomoções e o trânsito em Florianópolis. Porém, por mais que nós reforcemos as regras de utilização destes equipamentos nas nossas plataformas, não existe formação específica para os condutores. Por isso, queremos proporcionar à população o conhecimento necessário para garantir a segurança do veículo, tanto para quem o conduz quanto para quem está na rua.”

O CEO da Whoosh explica ainda que a campanha que aconteceu esta semana foi a primeira de muitas que serão realizadas pela empresa no país: “O sucesso do Riding School mostra a necessidade das pessoas entenderem como funciona esse transporte. Estamos entusiasmados em continuar levando conhecimento aos brasileiros, reforçando a segurança, a praticidade e a eficácia das patinetes para a micromobilidade nas cidades.”

Além disso, as regras apresentadas na Riding School estarão acessíveis no https://whoosh.bike/br e no aplicativo para todos os usuários. Nesta seção do site poderá encontrar um conjunto de regras abrangentes, além de aprender as operações e técnicas de estacionamento do seu veículo. Orientações sobre como lidar com situações desafiadoras e outras dicas úteis também estão disponíveis.

Para mais fotos do evento, acesse a pasta.

Sobre a Whoosh

Whoosh é uma empresa internacional de tecnologia que desenvolve e implementa de forma independente soluções de transporte de micromobilidade, por meio do uso de e-scooters. A empresa que gerencia o serviço também lançou uma escola de condução online para garantir a segurança dos usuários. As e-scooters da marca são equipadas com o seu próprio módulo Whoosh IoT (Internet of Things), que permite controlar totalmente o estado e as condições do veículo. Os dados recebidos dos equipamentos permitem  a criação de relatórios analíticos sobre micromobilidade, que podem ser de informação muito útil para as autoridades urbanas responsáveis pelo planejamento e desenvolvimento de políticas ambientais das cidades onde a Whoosh opera. Mais informações no https://whoosh.bike/br.

editor.deolhonailha
editor.deolhonailhahttp://www.deolhonailha.com.br
O DeOlhoNaIlha é um portal de propriedade da NacionalVOX - Agência Digital, de Florianópolis. Seu lema é "Fique por dentro de Floripa" e seu objetivo é deixar os moradores e visitantes da Ilha da Magia muito bem informados sobre tudo o que acontece na cidade e região.
spot_img
spot_img
spot_img
spot_img

Leia mais