20.6 C
fpolis
quinta-feira, setembro 23, 2021
cinesytem

Estudantes desocupam restaurante universitário da Udesc em Florianópolis

spot_img

Estudantes desocupam restaurante universitário da Udesc em Florianópolis

spot_img

Um grupo de estudantes que ocupava desde terça-feira, 17, o restaurante universitário em obras da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) no Campus I do Bairro Itacorubi, em Florianópolis, saiu do prédio no fim da noite desta quinta-feira, 19. O restaurante, que está na fase de conclusão, será inaugurado em 30 de abril. As informações são da Assessoria de Imprensa da Udesc.

O grupo ocupa RU Udesc, divulgou em sua página no Facebook que saiu do prédio, mas não saiu da luta. 

A Reitoria da Udesc, que já havia solicitado a desocupação por meio de notificação extrajudicial na terça-feira, informou aos alunos em duas reuniões de negociação desta quinta-feira que buscaria a reintegração da posse do prédio do restaurante até o início da noite.

Entre as reivindicações, os alunos pediam redução no valor do preço que será cobrado nas refeições de almoço, de R$ 5,93 para R$ 1,93, além de cobrar pela oferta de café da manhã e jantar.

Na reunião realizada na tarde desta quinta-feira, entre representantes da Reitoria, dos centros e dos estudantes, foram acordados pontos que encaminharam a desocupação.

Ficou definido, por exemplo, que a Reitoria convidará a empresa vencedora da licitação de operação do restaurante para se reunir com os alunos e analisar a viabilidade de oferecer refeições adicionais, sem subsídio direto (café da manhã e jantar), inclusive nos fins de semana, além do almoço, como delimita o edital do processo licitatório. Os alunos solicitaram ainda a inclusão das refeições adicionais no próximo edital de licitação de operação do restaurante, em 2016.

No início de abril, será organizada uma assembleia no Centro de Educação Superior do Oeste (CEO), da Udesc em Chapecó, com a presença do reitor, Antonio Heronaldo de Sousa, de diretores de centros e de estudantes, para discutir questões ligadas ao Programa de Subsídio nas Refeições Oferecidas nos Restaurantes dos Campi (Prosur) e ao Programa de Auxílio Permanência (Prape).

Os acadêmicos pedem a revisão dos documentos exigidos para participar dos programas e a possibilidade de inclusão de alunos nos dois auxílios ao mesmo tempo. Havendo entendimento por parte dos estudantes, o reitor se comprometeu a aprovar, para posterior homologação dos conselhos superiores, as alterações que forem necessárias para ajustar o Prosur e o Prape.

O Prosur oferecerá subsídio a estudantes nos restaurantes próprios da universidade, em Florianópolis, Joinville e Lages, e nos que estão sendo licitados nas demais cidades, independentemente da faixa de renda. O valor do subsídio no Bairro Itacorubi, em Florianópolis, será de R$ 4 por refeição diária, resultando em um valor final de R$ 1,93 pago pelo aluno.

Para este semestre, mais de 600 subsídios foram ofertados pelo Prosur, e 270 acadêmicos se inscreveram. Já o Prape concede cerca de 500 auxílios de moradia (R$ 250 mensais) e alimentação (R$ 200 mensais), beneficiando 250 estudantes de baixa renda dos 12 centros de ensino da Udesc, e anunciará novos selecionados para mais 104 auxílios de moradia e 104 de alimentação no dia 27.

spot_img
spot_img

Leia mais