14.5 C
fpolis
quarta-feira, outubro 20, 2021
cinesytem

Tradicional Revezamento Volta à Ilha acontece neste sábado

spot_img

Tradicional Revezamento Volta à Ilha acontece neste sábado

spot_img

O contato direto com a natureza e as paisagens exuberantes de Florianópolis farão parte do cenário do 16º Revezamento Volta à Ilha ASICS, que será realizado no dia 30 de abril, com saída e chegada no trapiche da avenida Beira-mar Norte. Como grande incentivadora da preservação do meio ambiente, a Eco Floripa Eventos Esportivos, organizadora da competição, promoverá diversas ações durante a prova. “Sempre tomamos medidas para não agredir o ecossistema, pois toda essa natureza da capital catarinense precisa ser cuidada. Ela é a marca da cidade”, afirma o coordenador da prova, professor Carlos Duarte.

A Eco Floripa tem o propósito de organizar corridas de rua e eventos esportivos junto à natureza, com o cuidado de preservá-la. A empresa atua nesse campo de diversas maneiras, como, por exemplo, na utilização de papel reciclável. Essas iniciativas se estenderão, inclusive, ao dia da prova. “Nosso trajeto abrange uma grande diversidade de ambientes e nós não queremos prejudicar isso. Já fizemos um acordo com a Comcap, que irá recolher o lixo produzido, ao final da competição, nos postos de troca”, conta o coordenador. Segundo o professor Carlos, outra estratégia é usar copos de águas abertos, pois assim o corredor consome o líquido no posto e não leva o copo para o trajeto, correndo o risco de largá-lo em qualquer lugar.

A diversidade de paisagens, o que inclui morros, matas, dunas, chão batido, asfalto e praias, será destacada durante o trajeto do Volta à Ilha ASICS, onde 3.600 corredores irão interagir com 22 pontos desse cenário, suando a camisa em um percurso de 150 Km. “Se as 42 praias, que oficialmente fazem o contorno de Florianópolis, fossem poluídas de uma hora para outra, dificilmente haveria eventos esportivos como o Volta à Ilha ASICS, que costumam trazer milhares de turistas para cá todos os anos”, afirma o presidente da Fundação do Meio Ambiente (Fatma), Murilo Flores. Para ele, o grande desafio do setor público é conciliar crescimento econômico com preservação ambiental.

Bons exemplo no caminho

O trajeto do Volta à Ilha ASICS, que conta com as belezas de Jurerê Internacional, Forte de São José, Cachoeira do Bom Jesus, Praia Brava, Ingleses, Santinho, Moçambique, Rio Vermelho, Joaquina, Campeche, Armação, Açores e Ribeirão da Ilha, apresentará aos corredores bons exemplos de preservação ambiental.

No Rio Vermelho, trecho 15, que tem 8,6 Km e é considerado muito difícil, há o Parque Estadual do Rio Vermelho (Paerve), na costa leste de Florianópolis. O parque tem 1.532 hectares e é composto por 11% de Floresta Mata Atlântica, 54% de restinga e 35% de ecossistemas alterados. Além disso, a região abriga o aqüífero Ingleses-Rio Vermelho, responsável por abastecer o norte da Ilha. “A questão da preservação é de mudança de hábito e conscientização. Acredito que isso já está acontecendo. As áreas de preservação são um exemplo”, comemora o professor Carlos.

Os cenários paradisíacos de Florianópolis serão contemplados a pé por 390 grupos de corredores, vindos de 11 estados brasileiros e da Argentina, durante a 16ª edição do evento. Os trechos da prova variam de 3 a 15 km e o grau de dificuldade vai de fácil a muito difícil. Respeitar a natureza, mantendo-a livre de resíduos poluidores é uma solicitação constante da Eco Floripa, além de ser uma preocupação da população local.

Mais informações:

http://www.ecofloripa.com.br/voltailha/

spot_img
spot_img