19.6 C
fpolis
sábado, novembro 27, 2021
cinesytem

Fundação Franklin Cascaes permanece no Forte Santa Bárbara

spot_img

Fundação Franklin Cascaes permanece no Forte Santa Bárbara

spot_img

Renovação do contrato de comodato, que venceria em julho, foi confirmada pelo Comando do 5º Distrito Naval

Capitão dos Portos de SC, comandante Marcelo Santiago Garcia; Superintendente Adjunta da FCFFC, Roseli Pereira; e o Comandante do 5º Distrito Naval, vice-almirante Sérgio Fernandes dos Santos

A Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC) vai ficar sediada por mais cinco anos no Forte Santa Bárbara, prédio de propriedade da Marinha do Brasil cedido ao município em 2000. A boa notícia foi confirmada pelo atual comandante do 5º Distrito Naval, vice-almirante Sérgio Roberto Fernandes dos Santos, nesta quinta-feira (17/06), durante primeira visita ao forte que já foi sede da Capitania dos Portos em Florianópolis. O contrato, que venceria no mês de julho – mesma data em que a FCFFC comemora 23 anos – deve ser renovado no prazo máximo de 30 dias.

Acompanhado pelo Capitão dos Portos de Santa Catarina, comandante Marcelo Santiago Garcia, o vice-almirante Fernandes foi recebido pela superintendente adjunta da Fundação Franklin Cascaes, Roseli Pereira. O oficial informou sobre o andamento do processo de renovação do comodato e, na saída, manifestou a satisfação com o uso que vem sendo dado ao imóvel. “Continuem cuidando bem desse patrimônio”, comentou o vice-almirante, que assumiu o comando do 5º Distrito Naval em maio.

O Forte Santa Bárbara foi cedido à Prefeitura de Florianópolis em julho de 2000, após negociações junto ao 5º DN, cuja jurisdição abrange os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Restaurado sob orientação da 11ª Delegacia Regional do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o imóvel abriga atualmente a estrutura administrativa da FCFFC, além de receber exposições e espetáculos, servindo ainda como base para o projeto Orquestra Escola. Em junho de 2009, o prédio passou pela primeira reforma desde que foi cedido ao município.

(PMF, 17/06/2010)

spot_img
spot_img