Mau uso das lentes de contato podem levar a transplante de córnea

46

Campanha Setembro Safira, lançada de forma inédita em Santa Catarina, nasceu para conscientizar a população sobre o uso correto das lentes de contato 

A dentista Nicole Géo usava lentes de contato de forma incorreta: dormia, tomava banho e nadava sem tirá-las. Foi contaminada por um protozoário e perdeu a visão total do olho esquerdo. Precisou de um transplante de córnea, está em tratamento, e aos poucos vai recuperando a visão. Infortúnio semelhante aconteceu com a gerente administrativa Aline Gouvea (foto). Ela não trocava o líquido do estojo das lentes diariamente, teve uma úlcera no olho e também precisou de transplante.  

Histórias como a de Nicole e Aline não são raras. Por isso, foi criada a Campanha Setembro Safira, iniciativa inédita no Brasil, idealizada pela Sociedade Catarinense de Oftalmologia, com o apoio do Laboratório de Estudo de Protozoários e Oportunistas (Lapeo) da UFSC, Prefeitura de Florianópolis e o Hospital de Olhos de Florianópolis (HOF).

Mas não se assuste. Se usadas de maneira correta, as lentes de contato são excelentes recursos ópticos e uma alternativa ao uso dos óculos. Elas possibilitam maior qualidade de vida e conforto visual, oferecem muito mais liberdade visual, pois ampliam o campo de visão. Em doenças como ceratocone e outras deformidades na córnea, as lentes são os únicos recursos ópticos capazes de oferecer boa qualidade de visão.

No entanto, por estarem em contato direto com a córnea, se mal-usadas, podem trazer sérias complicações. Em muitos casos, infecções nesta região têm consequências devastadoras aos olhos, limitando a visão por conta das cicatrizes e estas, se extensas, levam ao transplante de córnea ou até mesmo a perda do globo ocular. 

Entre os hábitos inadequados mais recorrentes estão: continuar usando as lentes fora do prazo da validade; usá-las durante todo o período de vigília, sem alternar com os óculos; molhar as lentes no chuveiro, piscina ou mar; dormir com as lentes; a falta de higiene e uso de produtos inadequados para a desinfecção.

De acordo com a médica Claudia Del Claro, chefe do Setor de Lentes de Contato do HOF, “a conscientização da importância da higiene adequada das lentes e de hábitos saudáveis de uso reduzirá as chances de infecção ocular e suas consequências e ainda farão com que o usuário tenha melhor experiência com as lentes”.

Para facilitar a compreensão destes pontos, a Campanha disponibiliza os 10 Mandamentos Setembro Safira:

1- Lave bem as mãos com água e sabão e seque completamente antes de manusear as lentes. 

2- Para limpar e armazenar, use somente a solução de limpeza específica para lentes de contato. (Não use soro fisiológico ou água). Faça movimentos de fricção e enxágue diariamente após o uso.

3- Todos os dias, após colocar as lentes nos olhos, despreze completamente a solução multiuso que ficou no estojo e limpe-o com a própria solução. Substitua o estojo a cada três meses. 

4-Não use as lentes após seu vencimento. Ou seja, respeite o prazo de validade estabelecido pelo fabricante. 

5-Não durma com as lentes de contato.

6-Não tome banho de chuveiro ou mergulhe em mar, rio ou piscina com as lentes de contato. 

7-Use colírios lubrificantes próprios para o uso com lentes de contato. 

8-As lentes de contato não substituem completamente os óculos. Alterne diariamente o seu uso com os óculos. 

9-Faça higiene nos cílios diariamente com xampu neutro ou produtos não oleosos próprios para o uso oftalmológico. 

10-As lentes de contato devem ser adaptadas e supervisionadas pelo médico oftalmologista. Em caso de desconforto, dor, olhos vermelhos ou visão embaçada suspenda o uso e procure atendimento.


Foto: Aline Gouvea