15.1 C
fpolis
sexta-feira, setembro 17, 2021
cinesytem

Começa a reforma do Centro Integrado de Cultura

spot_img

Começa a reforma do Centro Integrado de Cultura

Será assinada nesta quarta-feira (6), às 17 horas, pelo governador Luiz Henrique da Silveira, a ordem de serviço para reforma e revitalização do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis. A cerimônia, que integra as comemorações alusivas aos 30 anos da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), será realizada no cinema do CIC. Na mesma ocasião, será assinado o decreto que institui a realização de concurso público para obras arquitetônicas, urbanísticas e paisagísticas na área cultural, será formalizado o ato de pagamento da primeira parcela do Prêmio Cinemateca Catarinense / FCC-2008, e será lançado o edital para restauro da Academia de Comércio de Santa Catarina, que posteriormente deverá abrigar o Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina e Academia Catarinense de Letras. Além do governador, participam da cerimônia o secretário de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Gilmar Knaesel, e a presidente da FCC, Anita Pires, entre outras autoridades.

A assinatura da ordem de serviço autoriza a empresa vencedora da concorrência pública, a Salver Empreiteira de Mão de Obra Ltda, a efetivamente iniciar os serviços referentes a Reforma do Centro Integrado de Cultura. A empresa foi a vencedora do edital para a primeira etapa da reforma, com área de 4.508,81 m2, sendo que o valor do serviço contratado é R$ 6.466.731,91, com prazo de execução de 240 dias consecutivos, a partir do recebimento da Ordem de Serviço.

Essa primeira etapa inclui a reforma do Museu de Arte de Santa Catarina, que passará por ampla reformulação interna, a reforma das Oficinas de Arte, a ampliação dos camarins do Teatro Ademir Rosa, a reforma do hall de entrada, inclusive com novas localizações para as bilheterias do teatro e do cinema, e reforma dos banheiros e dos espaços até então ocupados pelas administrações do CIC e da Fundação Catarinense de Cultura. Essa etapa ainda inclui a reforma da cobertura, de toda a parte elétrica e hidráulica, e da climatização.

“Queremos oferecer o melhor para todos os que freqüentam o Centro Integrado de Cultura, fazer com que cada vez mais pessoas visitem esse espaço e usufruam de tudo que é oferecido ali”, afirma Anita, reforçando a importância do decreto que será assinado pelo governador instituindo a realização de concurso público de projetos arquitetônicos para a execução de obras arquitetônicas, urbanísticas e paisagísticas da Fundação Catarinense de Cultura. “A ideia é democratizar o acesso e agregar valor a esses equipamentos culturais”, afirma a presidente.

Restauro – Já o lançamento do edital para restauro do antigo prédio da Academia de Comércio de Santa Catarina, localizado no Centro de Florianópolis, busca a seleção de empresa para execução de obras e serviços técnicos especializados de engenharia. A contratação se dará após a homologação da concorrência, e a execução terá um prazo de 12 (doze) meses, renovável por igual período, desde que haja interesse das partes.A concorrência será do tipo “técnica e preço”, e o recebimento dos envelopes ou invólucros será feito até o dia 22 de junho de 2009.

“Este é mais um compromisso com a sociedade que se concretiza nesta ação do Governo do Estado por meio da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, de acordo com a política de incentivo à cultura. A preservação do patrimônio histórico-cultural catarinense e sua valorização são pilares desta política”, afirma o secretário Gilmar Knaesel. O prédio, construído em 1923 para abrigar o Instituto Politécnico, foi tombado pelo Estado em 1996. Após restauro da edificação, segundo Knaesel, o prédio receberá a Academia Catarinense de Letras e o Instituto Histórico e Geográfico de Santa Catarina, com atendimento ao público. “Será mais um grande passo para a recuperação do Centro Histórico de Florianópolis”, conclui.

Criado com o objetivo de estimular a produção cinematográfica catarinense, o Prêmio Cinemateca Catarinense / Fundação Catarinense de Cultura já está em sua quinta edição. A atual premiação repassará R$ 1,9 milhão para 17 projetos selecionados. O prêmio principal foi para a produção do longa-metragem “Amores Raros”, no valor de R$ 900 mil. Também foram contemplados a produção de três documentários de média-metragem, cinco curtas-metragem, quatro vídeos de curta-metragem, e a elaboração de dois roteiros de longa-metragem e dois roteiros de curta-metragem. Os pagamentos serão efetuados em duas parcelas, sendo que esta primeira, no valor total de R$ 1.387.500,00, é equivalente a 75% do prêmio.

Fundada há 30 anos, em 24 de abril de 1979, a Fundação Catarinense de Cultura tem a missão de valorizar a cultura através de ações que estimulem, promovam e preservem a memória e a produção artística catarinense. Atualmente, possui uma presidência e três diretorias principais: Difusão Artística, Patrimônio Cultural e Administração. Além de gerir 12 casas, entre elas teatros, museus e biblioteca, essa estrutura é responsável pelo andamento de dezenas de projetos culturais.

spot_img
spot_img

Leia mais