26.2 C
fpolis
segunda-feira, janeiro 24, 2022
cinesytem

Miguel Nicolelis será o palestrante desta terça-feira no Fronteiras do Pensamento

Miguel Nicolelis será o palestrante desta terça-feira no Fronteiras do Pensamento

spot_img

O “Fronteiras do Pensamento” recebe nesta terça-feira, 26, o neurocientista Miguel Nicolelis. O evento será no Teatro Pedro Ivo e os ingressos estão esgotados.

Como fio condutor da edição 2014 está a reinvenção do mundo. O tempo total de palestra é de uma hora e meia com espaço aberto ao público para fazer perguntas ao conferencista.

O terceiro e último dia de evento, na quarta-feira, 27, será com o psicólogo canadense Paul Bloom. Os ingressos para a palestra do último dia podem ser adquiridos no site Blueticket.

Nicolelis ganhou imenso destaque em 2014, por coordenar o projeto que foi apresentado durante a aberturada da copa do mundo FIFA de 2014, quando um portador de necessidades especiais (tetraplégico) deu um chute simbólico de início da competição na Arena São Paulo (Itaquerão), com o auxílio de um exoesqueleto. Agora o desafio é fazer com que a pessoa possa fazer movimentos mais complexos. Essa pesquisa que deu destaque internacional à Nicolelis. Já em 1999 o cientista conseguiu com que um macaco movimentasse o braço de um robô apenas com o pensamento, através de um chip implantado no cérebro. Anos depois, o pesquisador fez também com que macacos pudessem controlar o andar de robôs. Esses foram os primeiros passos para a criação do projeto“andar de novo”, em que Nicolelis liderou uma equipe de dezenas de cientistas na criação de um exoesqueleto.

Miguel Nicolelis é médico e PHD e é professor de a cadeira “Anne W. Deane”de Neurociência da Universidade Duke nos EUA, dos departamentos de Neurobiologia, Engenharia Biomédica e Psicologia, e é fundador do Centro de Neuroengenharia de a Universidade Duke. Ele também é o fundador e Diretor Científico de o Instituto Internacional de Neurociência Edmond e Lily Safra em Natal, no Rio Grande do Norte. Suas pesquisas, ganhadoras de muitos prêmios, já foram publicadas nas revistas cientificas Nature, Science e Scientific American. Seu trabalho também foi comentado nas revistas Newsweek, Time e Discover.

A pesquisa do Dr. Miguel é reconhecida na Revisão do Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT) das Dez Melhores Tecnologias Emergentes. Ele foi nomeado entre os 50 líderes em tecnologia nos Estados Unidos pela revista Scientific American em 2004. Miguel também é membro da Academia Francesa de Ciência e da Academia Brasileira de Ciência e é autor de mais de 160 manuscritos, editou vários livros e volumes especiais de revistas científicas, e atualmente tem três patentes nos Estados Unidos.
 

spot_img
spot_img