20.6 C
fpolis
quinta-feira, setembro 23, 2021
cinesytem

Summit do WTTC em Florianópolis terá investimento de R$ 10 milhões

spot_img

Summit do WTTC em Florianópolis terá investimento de R$ 10 milhões

spot_img

Com investimento de R$ 10 milhões, sendo metade desse valor contrapartida do governo estadual, a 9ª Conferência Global de Viagens e Turismo, que será realizada pelo World Travel & Turism Council, dias 15 e 16 de maio em Santa Catarina, reunirá mais de 50 palestrantes e integrantes de painéis. Entre eles estão Paulo Nogueira Batista, do Fundo Monetário Internacional, Frimin Antonio, da Accor Brasil, Fernando Pinto, da Tap, e Sebastián Escarrer, do Sol Meliá.

A programação completa foi anunciada na manhã desta quinta-feira (30/04) no Hotel Hilton pelo presidente do WTTC, Jean-Claude Baumgarten, pela responsável pela agenda da Conferência e COO do WTTC, Ufi Ibrahim, pela presidente da Embratur, Jeanine Pires, e pelo governador de Santa Catarina, Luiz Henrique da Silveira.

Sob o tema Parcerias Reais: Energizando Economias, a conferência contará com palestrantes de diferentes perfis e experiências. “Isso enriquecerá o debate. Dessa forma, o evento oferece oportunidades para a criação de novas formas de parcerias público-privadas, que, por sua vez, estimularão a demanda junto ao setor e impactarão positivamente o crescimento econômico e a geração de empregos”, disse Baumgarten.

O Brasil foi escolhido, segundo ele, por ser uma economia emergente: “Nunca tínhamos feitos um summit na América Latina e o país é o único integrante do Bric. Esses foram os motivos pelos quais o Brasil foi eleito para sediar a reunião desse ano”, justificou. Em relação à escolha de Santa Catarina, o pedido partiu diretamente do governador.

“Chegou a hora de parar de conversar e agir. A programação inclui discussões sobre a crise econômica, a gripe suína e as tranformações climáticas, que têm afetado diretamente o turismo. Os integrantes dos painéis iráo discutir ainda as diretrizes que norteiam os steakholders e tentarão determinar como elas evoluirão nos próximos anos”, disse Ufi Ibrahim.

Jeanine Pires informou que o evento reafirma a liderança do Brasil no Turismo na América do Sul já que o país é o 13º no mundo na Indústria de Turismo e Viagens e o 8º no ranking da ICCA: “Esse é um evento especial, pois tem formato de arena grega, o que facilita o debate. Para o Brasil, receber lideranças privadas e públicas com o objetivo de discutir temas enfrentados atualmente é uma grande responsabilidade”, disse. A presidente da Embratur fez questão de saudar e agradecer a presença da imprensa em nome de Roy Taylor e Rosa Masgrau, da Folha do Turismo e Mercado & Eventos, media partner do evento.

O governador de Santa Catarina explicou com números o porquê da escolha do estado: “O PIB de Santa Catarina é maior que da Bolívia, Paraguai e Uruguai, o crescimento econômico do estado está acima da média nacional e, em 2008, até outubro, foi acima de 9,8%, sendo a média do Brasil é metade disso. Temos 1% do território de SC; se não somos o maior, somos o melhor”, disse.

Estavam presentes na coletiva, Leonel Pavan, vice-governador de SC, Firmin Antonio; presidente honorário da Accor Brasil; Ralf Aasmann, diretor geral para o Brasil da Emirates; Roberto Rotter, presidente do Pestana Brasil; Guilberto Savedra, diretor geral da Secretaria de Turismo e Cultura de SC; Vinícius Lummertz, secretário estadual de Articulação Internacional, entre outros.

Em 2010, o Summit será realizado na China.

spot_img
spot_img

Leia mais